Celso Custodio
Na vida tudo é difícil, mas difícil mesmo é ser perfeito.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

AMOR A PRIMEIRA VISTA
 

Não pensas que me esqueci de ti, por mais que pareça que estou longe, é aí que estou mais perto, ou melhor, ao teu lado.
Quem foge desse teu olhar brilhante maravilhoso e atraente?
Longas tranças dos teus cabelos caídos derramado aos seios são esperados os beijos que ainda não aconteceram, e seus pés deslizam nas águas cristalinas, despejam sobre teu corpo o brilho do sol das estrelas matutinas.
É como querer esconder toda beleza, esculpidas em telas de parede, a figura humana combinando todas as cores, disputada entre os grandes mestres das pinturas e toda realeza.
A graça sempre irá te fazer companhia, flor graciosa do jardim da alegria, pele macia perfumada das manhãs, voz suave, lábios doces de avelãs.
As linhas das palmas das tuas mãos estão ligadas com as minhas; destinos traçados pelo divino, que se desviarem da rota te ensino o caminho de volta.
É deitar no travesseiro e sentir o sussurro do vento das tuas narinas, repousar teu rosto em meu peito e dizer coisinhas bem detalhadas de amor.
Que a noite não seja tão cruel para nós, que os nossos lençóis não nos denunciem depois, que as nossas roupas não saiam manchadas de injustiças, que as nossas mãos saúdam o convite para uma nova vida.
Que a tua voz pode acalentar ao que nina, teu sorriso pode ser de mais querida, que seu toque pode ser tão feminino que dentro de ti irá trazer a pequenina nos braços dos desacreditados.
Espera mais um pouco minha amada, deixa passar essa angustia como lençóis d’água, e vai desembocar nos rios das amarguras e se encontrar com o mar de todas as paixões desenganadas, para renascer o verdadeiro amor, sem medo, sem receio, sem reservas e sem mágoas.
As nuvens não são feitas de algodão nem o sol uma grande bola amarelada, o mar um tapete azul de peixinhos dourados nadando sobre as águas, mas você é real não é imaginada e me acorda todos os dias sem destruir meus sonhos por todas as madrugadas.
É essa a carinha angelical que me faz trilhar essa longa caminhada, tirar de mim todo cansaço do dia-a-dia e refrescar no bálsamo das tuas mãos alisando meu rosto torturado pelo tempo.
É para Deus não perder de vista; é o amor à primeira vista.
O sorriso ameaça a sair de sua boca dos lábios anunciados, caindo como as águas das cachoeiras teus cabelos encaracolados; é mágico, fascinante os teus olhos iluminados como a torre do farol que alcançam todos os barcos na baía de todos os santos.
Parecem miragens nas areias dos desertos escaldantes, que ao longe se veem os abumbramento dos coqueirais em pleno oásis.
Não sei se fugirias dos teus encantos, dos laços, das armadilhas, dos segredos e dos secretos encontros; do jardim das malícias, das palavras obscenas não ouvidas e no final render-se unida as nossas vidas.
A delicadeza não acompanha a soberba dos que são mais atrevidos, mas os simples conquistam até fortalezas; tudo provem do coração para o coração senão houver quem reguem com cuidado, o que está dentro míngua, estraga, esvai-se e apodrece.
O medo não é mais um esconderijo oculto para quando quiser refugiar-se nele; a liberdade não trafega livremente entre a distância e a ousadia de comprometer-se com o futuro.
Os acertos são mais escassos do que os erros, e para quem quiser sobressair às avalanches que nos pegam de surpresa, é melhor preparar-se para as incertezas e amortecer bem a queda, para que não fique tanto tempo prostrado.
Atrase os dias por mais alguns anos, quem sabe que temos tudo em comum; não olhe para o relógio pois as horas passam rapidamente, mas olhe para você mesma, a cortina do passado já subiu a nossa frente, o cenário está pronto e a estórias de nossas vidas está prestes a começar.
Beijos!!!






 
Celso Custódio
Enviado por Celso Custódio em 17/12/2018
Alterado em 17/12/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.celsocustodio.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras