Celso Custodio
Na vida tudo é difícil, mas difícil mesmo é ser perfeito.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

ENCONTRO COM A SOLIDÃO
 
Tua morada é a casa da solidão.
Onde o encontro é sombrio e sem
Solução.
Tua ânsia é mais concreta e abstrata,
Fere e vinga mata qualquer ódio.
Os desejos são mais ardentes e impacientes,
Que até sara o doente do mal-me-quer,
Que o bem-me-quer passa sem você
Perceber.
A procura da madrugada te vê entre
As latas de lixos que perambulando
Na rua, tropeço e você cobra um preço
Que não posso pagar.
E como um raio que ilumina toda sina,
E você de mim se aproxima, até apaixonar-se por mim.
Mas o próprio destino é desenvolvido que
A ânsia do amargurado distância de ti.
Procuro teus olhos na negridão da noite,
Sinto apenas teus suspiros como que
Assassina; mas ouvindo não perco o
Desatino e pareço ser tão incoerente.
Meu pensamento que nestas linhas
Escrevo, nada mais é para mim o
Silêncio em forma de lamento.
 
 
 
 
 
Celso Custódio
Enviado por Celso Custódio em 17/08/2018
Alterado em 17/08/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.recantodasletras.com.br/autores/celso custodio). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras