Celso Custodio
Na vida tudo é difícil, mas difícil mesmo é ser perfeito.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

UM SÓ

Nós dois somos o atleta na mesma corrida,
Nós dois somos a saudade de uma dolorosa
Partida,
Nós dois somos humanos num só fôlego de
Vida,
Nós dois somos um só choro naquela
Despedida.

Nós dois somos a raiz que brota do peito
Ensanguentado,
Nós dois somos as palavras vinda do
Coração do poeta amado,
Nós dois somos um sonho realizado,
Nós dois somos o Rômulo alimentado.

Nós dois somos a sombra, o arco-íris.
Nós dois somos o arco, a própria flecha.
Nós dois somos o âmago que dá vertigem,
Nós dois somos o banho da menina virgem.

Nós dois somos o relento que cai
Na madrugada,
Nós dois somos o tormento no meio da
Estrada,
Nós dois somos um do outro o mais doce
E delicado,
Nós dois somos a hora da morte na noite
Do parto.

Nós dois somos um passo a cada momento,
Nós dois somos o cântico de um lamento,
Nós dois somos a brisa que sopra o vento,
Nós dois somos a era na era do tempo.

Nós dois somos um só a toda hora,
Nós somos um a cada instante,
Nós somos um só e mais ainda,
Nós somos o resto que nos deu
A vida.
Celso Custódio
Enviado por Celso Custódio em 27/06/2018
Alterado em 27/06/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.recantodasletras.com.br/autores/celsocustodio). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras