Celso Custodio
Na vida tudo é difícil, mas difícil mesmo é ser perfeito.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

AS MULHERES
A primeira mulher é apaixonada,
Carinhosa, vaidosa e compreensiva.
A segunda mulher não diz coisa com
Coisa.
É um pouco agressiva e por
Qualquer transtorno chora á toa.
A terceira mulher não admite certas
Intimidades, pois não é fácil de ser conquistada,
Mas se arrisca com tudo;
O importante é viver ao lado dela.
A quarta mulher não desperta muita
Curiosidade, já passou da idade e tudo que
Faz leva á sério.
A quinta mulher saboreou a juventude!
O corpo agora é pesado e robusto,
A ânsia é mais coerente;
Os olhos são mais persistentes
E penetrante.
A sexta mulher não está nem ai!
Cada um com seu cada um!
E quando precisa de alguma coisa,
Sempre está pronta em ajudar,
Mas sabe que no fim das contas,
Será cobrado com juros.
A sétima mulher é mais responsável
Com a casa.
O marido parece um anjo da guarda;
Mas por ser tão independente da sogra,
É sempre a que explora o comportamento
Do marido em ocasiões festivas.
A oitava mulher já aparece algumas
Rugas; é a que mais se preocupa se vai ficar
Mais velha tão cedo ou não.
A nona mulher não atura desaforos,
É a única que não lembra mais do falecido,
Está casada com outro tratando da nova
Separação.
A décima mulher se preocupa mais com
Os netos; caminha para os bisnetos.
É a que prende mais o amado ao
Seu lado, por ser a mais vivida;
Ela cuida da casa e a comida;
Mas o amor é como se fosse
Marca do passado se cutucar.
Com cuidado sangra.


Celso Custódio
Enviado por Celso Custódio em 27/06/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.recantodasletras.com.br/autores/celsocustodio). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras