Celso Custodio
Na vida tudo é difícil, mas difícil mesmo é ser perfeito.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

RETRATO EM PRETO E BRANCO
O homem branco de olhos azuis
Escarnecia.
O negro de olhos claros
Agradecia.
O homem branco queria
Mulher.
O negro mais fé.
O homem branco a Deus
Maldizia.
O negro de joelhos
Pedia.
O homem branco que o mundo
Acabasse naquele dia.
O negro que os dias nascessem
Mais dias.
O homem branco chorava e
Ria.
O negro olhava e ouvia.
O branco que a morte levasse
Agora.
O negro que a vida fosse uma
Vitória.
O branco que as águas levantassem
Do norte.
O negro que os ventos soprassem
Mais forte.
O branco seria o sol do meio-dia.
O negro o dia que não era dia.
O branco a saga da inteligencia.
O negro o interior da consciência.
O branco habitava acima dos céus.
O negro pertinho de Deus.
O branco é branco de beleza.
O negro é negro por natureza.
O branco é o vinho que te
Sacia.
O negro o pão de cada dia.
O branco Deus deu supremacia.
O negro Deus deu soberania.
O branco quando morreu anoitecia.
O negro quando morreu amanhecia.
Celso Custódio
Enviado por Celso Custódio em 14/06/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.recantodasletras.com.br/autores/celsocustodio). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras