Celso Custodio
Na vida tudo é difícil, mas difícil mesmo é ser perfeito.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

SECA NORDESTINA
E nessa noite a lua
Estava tão bonita
Dias tão quente
Que sofria meu sertão
Choravam as flores que
Estavam dias sem água
Agonizado eu tocava o violão

Vem chover primeiro
Vem molhar meu sertão
Vem me trazer saudades
Da minha verde cidade
Desse meu triste sertão

Enquanto a água brota
Da fonte nascente
Até no meio chafariz
Já colocou
Mas no Nordestina o nosso
Jeito é rezar pelo Senhor
Celso Custódio
Enviado por Celso Custódio em 07/05/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (celso custodio www.recantodasletras.br.autores/celsocustodio). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras