Celso Custodio
Na vida tudo é difícil, mas difícil mesmo é ser perfeito.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

CICATRIZES DO AMOR
Deixa falar de mim
A vida passa como um
Sopro
Rosa do meu jardim
Perfuma teu próprio
Corpo
Coisas que nós não
Fizemos, olhares, seu
Gesto obsceno
São cicatrizes do amor
Esse doce veneno
É tão fácil dizer
Que o dia está nem aí,
Pra você
E não sabe explicar...
E não sabe explicar
Tua sombra não está
No mesmo lugar que
Você
Essa tua ambição, querer
Toda atenção
Sem espaço pra mim
É seu jeito ruim
Então faça um favor
Jamais toque o terror
Esqueça-se de mim
Parece meio sem graça
Eu nos braços da outra
Que passa
Chegou a um ponto de vez
Já não sou mais freguês
Enjoei da cachaça
Deixa falar com você
O amor não pode viver
Encoberto por uma traição
Essa briga de gato e o cão
Como se fossem estranhos
Encontrassem num mesmo
Plano
É armadilha do amor
Laços de desenganos
Vou sair por aí
Liberdade pra mim
Sair dessa prisão
Preso em tuas mãos...
Preso em tuas mãos
Ferido tanto assim
Caçador e leão
Mas não vou deixar
O querer destruir minha
Estima baixar, pra você
Sorrir
Quando menos esperar
Outro alguém me amar
Você vai aplaudir
Celso Custódio
Enviado por Celso Custódio em 05/05/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (celso custodio www.recantodasletras.br/autores/celsocustodio). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras