Celso Custodio
Na vida tudo é difícil, mas difícil mesmo é ser perfeito.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

MENINA DOS OLHOS
Se o meu amor lhe provocar
Ciúmes em ti
Basta um olhar pra que
Me seduzir
E a madrugada era um
Sopro
Daquele amor que era
Louco
Nossos cabelos pixaim
E antigos os nossos
Namoros
_ Não... aí não!
Mais pra cima.
E ter a sensação de estar
No céu
E sentir que rompeu o véu
Já não é mais menina
_ Não...aí não
Me domina.
Pra quem sentiu
A dor do prazer
Que não é você
Que um dia há de ser
A menina dos olhos
Das minhas retinas
Se o meu amor, não me desse
Amor, como o céu que hoje
Ficaria sem cor,
Eternas melodias, explodiria
De dor, com um pássaro que
Beija e não beijasse a flor
Celso Custódio
Enviado por Celso Custódio em 26/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (celso custodio www.recantodasletras.br/autores/celsocustodio). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras