Celso Custodio
Na vida tudo é difícil, mas difícil mesmo é ser perfeito.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

FAMA
Hoje ela tem fama
É só ela na cama
E da mais um gemido
Senão perde o marido
É em Copacabana
Que a coisa se inflama
São muitos os pedidos
Que ela perde os sentidos

É na madrugada torta
Que o malandro da volta
E encontra a porta e salta
É o malandro social
Cheio de etecetera e tal
E covardia
Vem na pontinha do pé
O sapato ainda cheira chulé
E a gravata manchada de ruge

É no bar da esquina
Que alegria termina
E a moça que passa
Sempre vê a desgraça
E com pouco dinheiro
Ela fica sem jeito
Desaperta a gravata
Cruza as mãos no peito
Agora pode acordar meu amor
Que o perigo passou
Amanhã eu esqueço da hora
Celso Custódio
Enviado por Celso Custódio em 24/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (celso custodio www.recantodasletras.br/autores/celsocustodio). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras