Celso Custodio
Na vida tudo é difícil, mas difícil mesmo é ser perfeito.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

ZONA DE PERIGO
A moça cheia de defeitos,
Perdeu o respeito não quer
Mais sambar
Quando ouvia a viola, na
Frente do Mestre começou
Rebolar
É essa gente passista que
Dança na pista, em festa ou
No bar,
É como um velocista querendo
Chegar em primeiro lugar
Quando a mulher é carente
Sente o cheiro de homem,
E quer disfarçar,
Quando assim é amada, escolhe
Um cantinho pra se alojar
Esquece os problemas da vida,
Enfrenta a corrida, que vai
Chegar lá!
Não sabe que nessa disputa
O coração pode sim, enganar
Esse calor do teu corpo, ficou
Quase morto de tanto pecar
É o que acredito, zona de perigo
Não posso negar
Se a paixão é loucura
E abre caminho pra te libertar
É que não sou a figura, o anjo
Da cura que vai te salvar
É que já faz muito tempo,
Ciúmes de momento nos fez
Separar
Trava dos meus pensamentos
Não faço questão!
Não quero falar!
É que a vida reserva, boas
Atitudes pra se aproveitar
É que não sou adereço de sua
Fantasia pra você brincar
Celso Custódio
Enviado por Celso Custódio em 17/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (celso custodio www.recantodasletras.br/autores/celsocustodio). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras