Celso Custodio
Na vida tudo é difícil, mas difícil mesmo é ser perfeito.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

VIDA DUPLA
Ela brinca lá fora eu
Remoendo por dentro
Faz ziguezague nos meus
Pensamentos
Dirija a palavra pra quem
É do momento
Deixa-me sozinho, falando
Pros ventos
Outras vezes chora,
Outra ri toda hora
A todo momento muda
A situação
Só quem viveu uma vida
Dupla
Não perde a esperança
Do que já se perdeu
Adiantei a hora, para o encontro
Na Escola
Um beijo longânimo não estava
Nos planos
Molhou nossas roupas, no encontro
Das bocas
Falando no ouvido palavras imorais
Na capa do livro, coração aflito
Dizeres escritos em formas
Garrafais: My love Querido!
Baby love Comigo!
Esquece o perigo, não
Procure jamais
Você foi tão bacana, na vida,
Na cama, arrumou zoeira
Pra zombetear
Não é tarimbada, mas leva jeito
Pra tudo
Não tem bala na agulha pra
Poder gastar
Mas tira onda, que é boazuda
É uma figura assim popular
Mas se esquece de que a carne
Caçada, pode ser trocada por
Frutos do Mar
Ela brinca lá fora...
Celso Custódio
Enviado por Celso Custódio em 16/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (celso custodio www.recantodasletras.br/autores/celsocustodio). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras