Celso Custodio
Na vida tudo é difícil, mas difícil mesmo é ser perfeito.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

CANTIGA DO LUAR
Esse meu canto tem
Um jeito de saudade
É feitiço do mar
E essa voz, na brisa
Do vento
É cantiga o luar
E beija no brilho da
Estrela
Quanta beleza nesse
Cantador
E olha o céu do meu passado
Esse sol dourado, esse meu
Amor
A lua então me convidou
Pra ser parceira do luar
Até o dia clarear,
Até o mar se revoltar
Cantarei amor...
Cantarei amor...
O mar se revoltou
Celso Custódio
Enviado por Celso Custódio em 15/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (celso custodio ww.recantodasletras.br/autores/celsocustodio). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras