Celso Custodio
Na vida tudo é difícil, mas difícil mesmo é ser perfeito.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

CARTA MARCADA
Quem não teve um amor
Para dar
Nem estória para poder
Contar
É que a vida não é só
Feita de coisas ruins
São pedaços, são marcas
Em mim
É o combustível que move
A paixão
O retrato falado da traição
Impulsiona o poder da razão
Se o destino encontrasse com
O tempo
Perdoaria o sofrimento e onde
Habitam o ódio e o rancor
Seriam lançados ao ventos
É o que se houve falar
Um raio não cai no mesmo
Lugar
Entre o confronto com a voz
Do interior, essa briga marcada
Causando-lhe dor
É o repertório da gente que
Vai repetir
A cortina do palco da vida
Começa a cair
É o palhaço que morre no
Meio da cena
Entre gritos e aplausos da
Plateia pequena
Senão tiver o dom do
Partir
Na hora da raiva vai morrer
De rir
Entre o culpado há sempre um
Vilão
O intruso em tua união
É o coringa de carta marcada
Uma mulher a ser crucificada
Na boca do povo onde foi
Difamada
Se o destino encontrasse com
O tempo...
Celso Custódio
Enviado por Celso Custódio em 14/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (celso custodio www.recantodasletras.br/autores/celsocustodio). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras