Celso Custodio
Na vida tudo é difícil, mas difícil mesmo é ser perfeito.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

MULHER BRASILEIRA
Ai quem me diga o que é
É tão doce e tão pura que
Nem é
Uma fruta macia lá
Do pé, quando o galho
Mais alto se levanta
Você leva um tombo
De criança
E depois vai chorar em
Outro lugar
Aí quem me diga o que é
Tem um jeito bastante
Traiçoeira
É conforme deitar um uma
Esteira
Esquecer que hoje era dia
De feira
Se deitar bem debaixo
Da mangueira
Se lembrar que essa fruta
É uma mulher
Ela me envenenou como
A cobra
Envenena a sua presa
O teu corpo é uma forma
De beleza, teus olhos parecem
Sedutores
Quando a gente se perde
Entre amores,
É o amor mais gostoso
Da mulher brasileira (bis)
Celso Custódio
Enviado por Celso Custódio em 13/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (celso custodio www.recantodasletras.br/autores/celsocustodio). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras