Celso Custodio
Na vida tudo é difícil, mas difícil mesmo é ser perfeito.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

FRUTO DO SAMBA
Desceu lá do morro
Pedindo comida e viola
Encheu a barriga e puxou
Um samba da sua Escola
O povo lhe dava gorjeta,
Farofa e paçoca
E na humildade cantava
Samba de Cartola
A vida foi sempre assim
De bar em bar e botequim
Varava a madruga saudando
O dia de outrora
É muita gente precisa
Saber
Sorrir na tristeza sem
Transparecer
Tirar o pão da boca do
Cão, pra sobreviver
É quem nunca me viu
Chorar
Sim ter fé pra se levantar
Agradeço a Deus pelo sonho
Que me deu, não pode frustrar
Seu plano de me abençoar
Hoje sou feliz, sou árvore, sou
Raiz
Fruto do samba popular
Deixe de lado toda frustração
Ninguém faz escolha em tua
Decisão
Dá tapa na cara e puxar a
Barba do Leão
É loucura deixar alguém
Transforma-la em objeto
Vulgar
Não pode ser assim
Amor de passarinho
Beijar no biquinho sem hora
Pra poder chegar
A tarde cairá, o céu escurecer
A lua reflete a imagem de
Você
Celso Custódio
Enviado por Celso Custódio em 12/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (celso custodio www.recantodasletras.br/autores/celsocustodio). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras