Celso Custodio
Na vida tudo é difícil, mas difícil mesmo é ser perfeito.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

BRASIL BRASIL
Quando o meu país deixou
De se estar
Independente de outro
Lugar
Apareceu um velho forasteiro
Querendo comprar a terra
Por dinheiro
Até o índio louco lá da
Tribo
Furava orelhas só pra usar
Brinco
A força bruta da nossa
Economia
Tirava o lucro e o índio
A fantasia
O Negro entre o Senhor
Era na terra um pobre sofredor
Tinha na pele as marcas da
Coroa
Era o Escravo da Nobreza boa
Quem não se lembra do nosso
Pau-brasil
Cana-de-açúcar e o peito varonil
Independência pra nossa Coroa
Ficando Escravo da Nobreza boa
Quando o meu país deixou
De se estar...
Celso Custódio
Enviado por Celso Custódio em 12/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (celso custodio www.recantodasletras.br/autores/celsocustodio). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras