Celso Custodio
Na vida tudo é difícil, mas difícil mesmo é ser perfeito.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

ÁFRICA DO SUL
O canto entoado pelos quatro
Cantos do mundo
Desperta atenção de milhares
Povos e Nações
O Negro que é filho da terra
É discriminado, na luta que tem
Mesmo sangue do próprio Irmão
Batuque, samba de terreiro é a
Nossa cultura
Não temos dinheiro que pague
Essa nossa Nação
Sou misturas das raças, de branco e
Negro justiceiro
Semente que Zumbi deixou
Lá no cativeiro

Oh! África do Sul
Eu sou teu porta-voz
Chamarei dos Palmares
O Negro mais forte dos
Nossos avós

No tempo não fica esquecido
O sangue que clama
Das vidas que foram levadas
Por mãos desumanas
Não quero vingança só peço
Justiça agora
Das marcas que foram deixadas
Em nossas costas
Crianças, adultos choravam naquele
Navio
Criaturas que foram caçadas como
Animais
O Negro que via na morte mais
Uma vitória
Seus gritos e gemidos marcaram
A nossa história
Celso Custódio
Enviado por Celso Custódio em 11/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (celso custodio.recantodasletras.br/autores/celsocustodio). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras