Celso Custodio
Na vida tudo é difícil, mas difícil mesmo é ser perfeito.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

FORTE RAZÃO
Não vou deixar assim
Magoar-me, e nem amar
Você
O teu olhar fez-me calar
Meu mundo desparecer
É como uma flor do meu jardim
Regada toda manhã
O colibri esquecer-se de mim
O beija-flor vem me beijar
Não dá para amanhecer sem
Você
É como tirar os pés no chão
E pisar em meu coração
Não dá para viver a custa de
Outro alguém
Se o encontro da dor é mais
Forte razão
Dispenso a consideração
Como fui tolo então, acreditar
No que foi em vão
E levantei o meus olhos e vi
Os erros que cometi
Não quero errar e nem mais falhar
E colocar a culpa em mim
O tempo acabou e o remorso ficou
Palavras que foram ruins
E levantar ao alvorecer, discutir
Com o mar
Esbravejar com as ondas também
Deixar a vento me levar
Não dá para amanhecer sem
Você...
Celso Custódio
Enviado por Celso Custódio em 10/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (celso custodio www.recantodasletras.br/autores/celsocustodio). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras