Celso Custodio
Na vida tudo é difícil, mas difícil mesmo é ser perfeito.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

SAMBA BRASILEIRO
O samba brasileiro mexe
Com o pé da mulata
Reco-reco pandeiro e viola
E tamborim
Samba mulata brasileira

No meu samba todo mundo
Fica no mesmo compasso
Quem não samba comigo
Não é meu amigo e sai de
Baixo

Se nesse samba chegar uma
Mulata gostosa e faceira
Fazendo dengo, querendo fineza
Eu me arrepio e chamo pra dançar
Se nessa dança se ginga
Seu cobiçado ainda
Bem que parece um jeito de menina
Bem que parece um jeito de mulher

Pra final de conversa
Meu samba é a arte de filosofia
Já sinto no samba a astrologia
Fazendo meu samba cintilar de amor
Nesse mesmo compasso eu sigo a linha
Dessa minha rima, que nunca parece
Que nunca termina, meu samba me alucina
E me faz reviver
Mas se chegar...
Celso Custódio
Enviado por Celso Custódio em 09/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (celso custodio www.recantodasletras.br/autores/celsocustodio). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras