Celso Custodio
Na vida tudo é difícil, mas difícil mesmo é ser perfeito.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


MATÉRIA DE AMOR

Eu não fui a Paris com
Você
Só a vi pela nossa TV
E busquei teu retrato em
Vão
Abraçada ao teu violão
Precisei ausentar-me de mim
Encontrar-me em outra dimensão
Lê também com você
No jardim
A notícia de primeira mão
A vida voa como um filme no
Cinema
É o mocinho que acena
Pra moça do avião
Entre os meus olhos em
Ipanema
Fui te ver em Barbacena
No barzinho do Damião
Em Copacabana roubou toda
Cena
Não teve alguém que nunca
Notou
Na beira da praia pousando
De saia
Em pleno sol quente que te
Bronzeou
Em matéria de amor
Já fui professor conquistei
Corações, mas não vem me
Dizer
Que não sente mais nada
Que é água parada que o
Sofrimento já pode esquecer
Celso Custódio
Enviado por Celso Custódio em 09/04/2017
Alterado em 24/09/2019
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras