Celso Custodio
Na vida tudo é difícil, mas difícil mesmo é ser perfeito.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

SOBREVIVÊNCIA
Ventos bravios
Corjas de mares
Horizontes
Pestes marinhas nos
Montes
Embriagam os fiéis
As cantigas suaves
Dos Menestréis
Se misturam com sons
De sereias
E as baleias respiram
O ar poluente
Respirando do nosso
Que sufoca a gente
E o homem assassina
Em defesa do que lhe
Domina
A ganância da sobrevivência
Não existe etiqueta, nem fundo,
Nem a garantia
Que sobrevive uma planta,
Uma folha, um fruto até o
Meio-dia
E assim destruindo o que o homem
Vê no progresso
E já sonha sentar na cadeira
E ser Presidente
A chave do sucesso
E não teme que a natureza
Um dia possa lhe negar
Celso Custódio
Enviado por Celso Custódio em 06/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (celso custodio www.recantodasletras.br/autores/celsocustodio). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras