Celso Custodio
Na vida tudo é difícil, mas difícil mesmo é ser perfeito.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

UMA VIAGEM DENTRO DE MIM

Tomei coragem um dia e fiz uma viagem dentro de mim.
No começo foi difícil, pois nem todas as coisas passavam pela minha garganta, e era difícil engolir, não passava nem pela minha boca.
Com muito esforço fui degustando aos poucos algumas atitudes que para mim pareciam corretas aos meus olhos, mas que estavam levando-me a refletir sobre certas situações, que me faziam mal; pois meu estômago estava acostumado a certos alimentos que eram intragáveis ao meu interior, mas que me levou a compreender um pouco á vida e amadurecer com aquele situação.
Quando você absorve alimentos puros e saudáveis (alegria, amor, fraternidade, amizade, sinceridade e união), seu organismo reage bem e até fortalece outros órgãos, para que não sejam afetados, com a contaminação de algumas palavras malditas e não compreendidas; são essas coisas que irão para um lugar escuso, e não serve para ser aproveitado para mais nada.
Aprendi aproveitar os momentos agradáveis da vida; as oportunidades aparecem e não devemos desperdiça-las.
Não queria ir assim muito longe, mas apenas por curiosidade cheguei bem perto do meu coração.
A minha viaje ainda estava começando, quando fiquei assustado ao observar o que havia em volta do meu coração; poderia até levar-me ao enfarto miocárdio, senão fosse tratado com bastante urgência.
Havia gorduras do desespero, do medo, do ódio, rancor, egoísmo, angustia, fracasso, desânimo, incredulidade, maldade, soberba, altivez, mentiras, desesperança, insensibilidade, suicídio, adultério, , morte, vícios e sem amor ao próximo.
Sentia-me tão bem, mas ás vezes recebia uma pontada perto do coração, que buscava na minha consciência, algo que doía tanto que não sabia realmente o que era.
Desejei tirar tudo isso do meu coração, que só comecei a enxergar quando olhei para dentro de mim mesmo; precisei ser tratado pela escola da vida.
Nunca é tarde para recomeçar e cedo para aprender; ás vezes não conseguimos adaptar-se a certos hábitos, que nos levaram a errar no começo da nossa trajetória de vida.
Hoje acredito que ainda não estou acostumado a lidar comigo mesmo; a cada momento surpreendo-me com a minha própria estima, mas busco a solução para a cura.
Assim sendo preciso ouvir o que não ouço olhar o que não vi, falar onde não há palavras, andar onde não há caminhos, aproximar-se de quem não existe e buscar o que não perdi.
“... É bonita
“É a vida é bonita é a vida...”



 
Celso Custódio
Enviado por Celso Custódio em 05/04/2017
Alterado em 29/05/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (celso custodio www.recantodasletras. com.br/autores/celsocustodio). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras